Solução - procurando onde ela não está - Luciano Rêgo
 Em Blog

Solução – Onde procurar?

Em uma determinada ocasião, um amigo estava em Tamandaré no litoral sul de Pernambuco e em uma das noites, quando voltava da festa local, viu uma pessoa de joelhos, debaixo de um poste, procurando alguma coisa. Ele aproximou-se e viu que trata-se de um bêbado. Muito solícito, ele foi e perguntou:

– O amigo quer ajuda?
– Perdi minha chave, falou o bêbado.
– Quer que lhe ajude a procurar? Insistiu meu amigo.
– Sim, senão não posso ir pra casa.

Numa tentativa de facilitar a busca, ele perguntou ao senhor, que a esta altura estava quase deitando no chão de tão bêbado:

– O senhor perdeu mais ou menos por onde?
– Ali, aponta o bêbado (indicando para uma região bem longe e escura)
– E por que está procurando aqui?
– Aqui tá mais claro. Fica mais fácil procurar…

História boba que já faz parte do repertório de piadas de muita gente, mas é assim que muitas vezes fazemos: Procuramos a solução onde, sabidamente, ela não está. É mais fácil procurar no claro. Com certeza! Mas a solução não está lá. Por que será que isto ocorre? Ahh! Tem um sambinha que diz a mesma coisa que um outro amigo me ensinou:

Sofá (Não sei o nome do sambinha e nem do autor – e nem encontrei no oráculo moderno – o google)

“Se você esteve lá em casa
Certo há de se lembrar
Que no canto da sala
Tinha um lindo sofá

Encontrei Rosalina com o primo Maurício, trocando juras de amor
E quando me viram, ficaram tremendo e mudaram de cor

Só não a mandei embora por que não posso sem ela viver
O que será de mim se Rosalina desaparecer…
No outro dia é que eu fui me vingar.
Acordei bem cedinho, saí de mansinho e vendi o sofá!”

Mais uma vez o cidadão acima não atacou o problema.

O que esta atitude demonstra?
Falta de coragem em resolver o problema?
Vício?
Sei lá! As vezes as pessoas agem assim.

Nos negócios, algumas pessoas agem da mesma forma, por que já estão em um círculo vicioso e não conseguem enxergar mais longe. Entraram numa roda vida e não conseguem ver além das perspectivas antigas. É nesta hora que um consultor pode ajudar. Com uma visão de um ângulo diferente, este facilitador pode ajudar muito a achar, literalmente, a “chave”!

Se as coisas não estão como você quer, procure mudar de atitude. Mude seu ângulo de visão com pequenas alterações no seu modo de agir (as grandes variações são mais difíceis e efêmeras). Tente se afastar do convencional (do seu convencional). E se não conseguir? Procure ajuda externa. Com certeza a visão de um “terceiro” lhe ajudará. Mas se você não quiser mudar, ainda tem a opção de ficar procurando no poste ou então, vender o sofá!

Boa semana a todos!

Luciano Rêgo
vendedor, engenheiro agrônomo, marketing MBA e PMP (profissional em gerenciamento de projetos)

Comentários
Posts Recentes
Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Not readable? Change text.

Start typing and press Enter to search